Santa Rita(MA): A voz do Zé Martins, uma pequena homenagem ao maior comunicador de nossa cidade

14:35



“Ao som desse prefixo musical, entra-se no ar o serviço de autofalante, a Voz São José. Para mais um dia de trabalho, amigos ouvintes, meu cordial bom dia”! Foi assim que Santa Rita sempre acordou por mais de 40 anos todas as manhãs.
Hoje iremos contar a história do maior comunicador e mestre de cerimônias que Santa Rita já teve. Nascido em Coroatá (MA), criado no Ceará e feito sua história em Santa Rita, José Ribamar Martins, popularmente conhecido como Zé Martins, é de 10/06/1940.
Para muitos jovens que nunca ouviram ou não sabem de onde vem uma antiga expressão “Coloca na voz do Zé Martins! ”, vamos contar um pouco de como era a vida desse verdadeiro Mito santarritense.
Quando chegou em Santa Rita, por volta dos anos 60, Zé Martins, começou a trabalhar de Pedreiro e como mestre de cerimonias em festas locais. Com seus rústicos equipamentos, ele animava e fazia abertura de Festejos, Bumba Meu Boi, Festas no Barracão de Chico Lira, Igreja Matriz, Arraial de Doutor Sena e demais festas que era contratado. Zé também era quem fazia a famosa Alvorada, sempre defronte à igreja e parado. Ao lado de vários amigos, sua presença era sempre marcante nos tradicionais Desfiles de 7 de setembro.
Logo que chegou conheceu a jovem Maria de Jesus, namorou, casou e o negócio foi tão bom que nunca mais deixou nossa cidade. Franzino, mas de voz imponente, Zé Martins começou com seu trabalho de publicidade, propaganda, anúncios e notícias, A Voz São José (pra muitos, a Voz do Zé Martins) no mesmo endereço que ainda hoje mora sua viúva. Casa que ele construiu, literalmente, com suas próprias mãos. Com dona Maria de Jesus, Zé teve só 8 filhos.
Com o seu cordial bom dia, Zé acordava e trazia sua alegria e informação para toda a cidade. Eram Avisos, Anúncios, Notícias, Notas de Falecimento e etc., isso virou rotina por décadas em nossa cidade, mas quando Zé Martins, durante a tarde ou mesmo o horário da noite, ligava seus alto falantes, quase sempre era uma notícia não muito boa, normalmente era nota de falecimento.
Mas como não vivemos em um conto de fadas, a vida chegou com seus percalços e 1997, Zé sofre um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que lhe impede de prosseguir com sua profissão de mestre de obras e participação em eventos e festejos. Mesmo após o acontecido, seu trabalho como Comunicador não teve interrupções.
Por mais uma década ainda iriamos acordar com o cordial Bom Dia de Zé Martins.
No dia 28/10/2007, aos 67, Zé Martins vira uma Lenda na capital da Farinha. Vítima de ataque cardíaco, dona Maria José, lembra que pela manhã ele colocou pra tocar, em seus alto falantes, músicas de fim de ano, apanhou mangas para comer e caju, até meio verde, já que só gostava deles bem maduros.
Muito antes de WhatsApp, Facebook, Blogs, Televisão e Rádio, a população santarritense só tinha um único meio de informação local, a Voz do Zé Martins. Tudo que acontecia, passava na voz do Zé Martins e daí nasceu uma extinta expressão santarritense: “Coloca na Voz do Zé Martins”. Essa expressão era comumente usada quando estávamos falando baixo (cochichando) e a pessoa alteava a voz ou mesmo em “brigas” e discussões quando não queríamos que os vizinhos soubessem da vida alheia, sempre em forma de ironia.
Se algo acontecesse na cidade e não saia na “Voz do Zé Martins”, pode ter certeza que não era verdade, pois com ele não tinha Fake News.
Apesar de não ser natural de Santa Rita, Zé viveu suas últimas décadas por aqui, onde fez história. É logico que não daria para relatar essas décadas em apenas uma Matéria. Sua carreira de comunicador, pedreiro, festeiro e sua vida, teriam que ser contadas em Livros, mas fica aqui nossos agradecimentos a família por nos permitir esta singela homenagem a este Ícone da Cultura de nossa cidade.
Zé Martins não virou nome de Rua, Praça, Prédios Público ou mesmo qualquer Dia com seu Nome, mas entre aqueles que o amam e consideram seus feitos e sua vida, ele sempre será eterno e lembrado.
 
Zé Martins em seu EstudioZé Martins em uma ConferenciaZé MartinsZé Martins, Carlisso Calvet, Ivar SaldanhaZé Martins durante desfile.
Créditos Blog Rony Cardoso

You Might Also Like

0 comentários